terça-feira, 29 de maio de 2012

Claudia Abreu: ‘Eu me identifico com a Chayene’




Claudia Abreu (41) esteve no Domingão do Faustão neste domingo, 20, e bateu um papo com Fausto Silva (62) sobre o sucesso de sua personagem em Cheias de Charme, a divertida vilã Chayene. “Ela é falsa, é barraqueira, mas é irresistível. Estou me divertindo muito”, contou a atriz, que acha que a cantora é uma boa pessoa, mas que o sucesso subiu à sua cabeça. “Ela acha que está acima de todos. Ela não sabe mais quem é a Jociléia, só vive no mundo da fantasia, na fama, talvez perdendo um pouco o sucesso ela caia na real”.
Mas ela acredita que não é só no meio artístico que acontece de o sucesso corromper a pessoa: “Existem Chayenes em qualquer profissão. Médicos, por exemplo”.
Para Claudia, Chayene é uma vilã divertida, por isso caiu no gosto do público. “Não vamos levar a Chayene a sério, ela é louca! Quero que gostem dela porque ela é engraçada e não é o tipo de vilã que está o tempo todo fazendo maldade, como era a Laura [sua personagem em Celebridades]. Acho que ela vai ser divertida do começo ao fim, não vai fazer nada com as Empreguetes”.
Sempre bem-humorada e alto astral, a atriz disse que tem várias características da personagem. “Eu me identifico com a Chayene em muitas coisas, ela tem um alto astral que é contagiante, uma energia muito boa, mas às vezes ela usa isso de uma forma negativa”, disse.
Apesar de ser elogiada ao soltar a voz na novela, Claudia disse que não pensa em seguir carreira na música. “Não tenho vontade de ser cantora. Eu gostaria de fazer um musical, já fiz filme cantando, mas não virar cantora, não teria esse desejo não”. E ainda revelou que adora tecnobrega, estilo musical de Chayene. “Eu gosto de todos os ritmos, não tenho preconceito, você tem que estar aberto a tudo. Música bate sem explicação, não tem muita regra”.
Mãe de quatro filhos, Maria (11), Felipa (5), José Joaquim (1 ano e 11 meses) e Pedro Henrique (7 meses) do casamento com o cineasta José Henrique Fonseca, ela conta que a vida em casa é corrida. “Todo dia tenho que acordar 6h da manhã, tenho dois bebês, não tem moleza, mas José Henrique é um excelente pai, minha mãe também me ajuda muito, as babás também” e disse que, como toda mãe, tem seus momentos de explosão com as crianças. “Saio do sério também, sou uma mãe de verdade, fico nervosa, mas a Chayene não baixa lá em casa não”, concluiu.



Fonte:Hnews

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...