sábado, 24 de maio de 2014

Holofotes? Só na TV! Cláudia Abreu prefere vida reservada no dia a dia: 'Sou na minha'

Cláudia Abreu se inpirou nas namoradinhas da América para Pamela Parker-Marra (Foto: Geração Brasil / TV Globo)

Quem assistiu ao primeiro capítulo de Geração Brasil, já percebeu: Pamela Parker-Marrachegou para abalar as estruturas! Conhecida por seus papéis marcantes na telinha, Cláudia Abreu define sua personagem em uma única frase: uma namoradinha da América! Cacau, como é chamada por todos, conta mais sobre a personagem que está dando o que falar e revela detalhes da vida real, em entrevista exclusiva! A atriz conta como lida com o assédio e fala como encara na TV uma americana que vive sob os holofotes e tem o tempero brasileiro no sangue: "O desafio maior é conseguir ser uma americana, mas que tenha também o espírito brasileiro, porque ela é casada com um brasileiro e é filha de uma brasileira."

Cláudia Abreu se inpirou nas namoradinhas da América para Pamela Parker-Marra (Foto: Aline Kras/TV Globo)

Casada com o grande empresário da tecnologia Jonas Marra (Murilo Benício), com quem forma um dos casais mais badalados dos Estados Unidos, e filha do grande magnata das comunicaçõesJack Parker (Miele), Pamela é um fenômeno da mídia e desde pequena está acostumada a viver sob os holofotes. Foi no universo deste tipo de celebridade tão comum nos Estados Unidos que a atriz buscou sua inspiração: "Fiquei observando muito. Queria pegar este imaginário das namoradinhas da América. Ela é aquela loira emblemática americana.  Tinha que fazer uma personagem com toda esta informação de uma pessoa que cresceu diante das câmeras. E ela tinha que ter também esta afetação das celebridades americanas que estão sempre prontas para as câmeras."
Outro grande desafio foi encontrar a medida exata para o sotaque, já que se trata de uma americana que sempre esteve muito próxima do Brasil: "O maior desafio era fazer um sotaque que não fosse cansativo. Tinha que ser suave porque Pamela tem este contato com a língua portuguesa desde que nasceu", conta ela. O figurino e o make de Pamela são um capítulo à parte. "A Pamela tem uma maquiagem diária, nunca é na normalidade. É sempre montada, como se tivesse em cena. Tem um tom de quem sempre está representando."
Bem distante do mundo em que sua personagem vive, Cacau é conhecida pelo sua simplicidade e discrição. O jeito maroto fica evidente quando ela interrompe a entrevista para apontar uma foca que acabou de ver no Píer de Monterey. E é com esta mesma naturalidade que encara numa boa as curiosidades sobre sua vida pessoal,  mas sabendo bem os limites para não se tornar uma Pamela Parker-Marra da vida real: "A gente vai aprendendo a lidar com a fama. Depende do momento que você está, de como te abordam. Eu sou na minha, sempre fui. Faço questão de ser legal pelo meu trabalho, mas não exponho minha vida. É uma decisão minha."
Depois de brilhar em Cheias de Charme como a peculiar Chayene, a atriz não esconde a alegria de voltar ao trabalho. E é com a mesma simplicidade citada acima, que ela encara este novo desafio: "Não existe jogo ganho. Faz bem para qualquer pessoa trabalhar. Tem um momento que a individualidade se dá no trabalho. Mesmo que seja um personagem, são sua vida e os seus sentimentos que estão ali. Sou mãe de quatro filhos e amo o que faço."
Fonte: Globo

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...