sexta-feira, 11 de maio de 2012

Cláudia Abreu: "Sou tão feliz sendo mãe que não posso sofrer sendo mãe"




A revista QUEM desta semana, que chega às bancas nesta quarta-feira (9), traz uma reportagem especial com a atriz Cláudia Abreu, que faz sucesso como a cantora Chayene na novela "Cheias de Charme". A atriz conta que se encantou com o papel, diferente de tudo o que já havia feito nos 25 anos de sua bem-sucedida carreira.

Claudia afirmou ainda ainda que, para enfrentar o desafio precisou se organizar, deixar a culpa de lado – embora admita que ela “sempre bate” –, e se entregar totalmente à rainha do eletroforró. “Você pode ficar o dia inteiro em casa, presente, mas não necessariamente estar inteira”, disse.
Para dar conta de tudo, Cláudia dorme cerca de seis horas por noite, abriu mão da ginástica e, para dar atenção a todos e não criar ciúme, inventou até o “o spa da mamãe”, dia em que ela se dedica totalmente a uma das filhas (Maria, 11 anos, e Felipa, 5): “Dou banho de banheira, coloco velinhas, faço massagens, boto uma musiquinha”. Na madrugada, ainda se reveza com os bebês: José Joaquim, 1 ano e 9 meses, e Pedro Henrique, 6 meses.

Casada há 15 anos com o cineasta José Henrique Fonseca, com quem também divide a sociedade na produtora Goritzia, a atriz diz estar orgulhosa de tudo o que conquistou. Ainda assim, ressalta que não se acomoda: “Você não pode pensar que está com o jogo ganho em nenhuma área”.

Cláudia afirma não saber como consegue administrar o trabalho, os cuidados com a casa e os filhos. "É muito difícil. Procuro não sofrer. Sou tão feliz sendo mãe que não posso sofrer sendo mãe! Normalmente, não voltaria a trabalhar agora, faria a licença-maternidade de seis meses. Mas é que a Chayene é especial."
Quando soube que iria cantar tecnobrega, a atriz começou a ouvir músicas do gênero. "Ouvi Calypso, Aviões do Forró, Gaby Amarantos, Michel Teló, Daniela Mercury, Ivete Sangalo, Claudia Leitte. Não é só tecnobrega, são cantores populares, também de forró, axé... Queria ouvir cantores que mexem com o público. Já filmei no Nordeste, tenho vários discos de lambada. Adorava dançar."


Fonte: Quem

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...