sábado, 14 de abril de 2012

'Toda mãe sente culpa, mas não fico neurótica', diz Cláudia Abreu

Cláudia Abreu grava 'Cheias de Charme' (Foto: Anderson Borde / AgNews)

A constatação é da própria Cláudia Abreu. Quando fez a novela "Três Irmãs", em 2008, a atriz tinha duas filhas, Maria e Felipa. Agora, em "Cheias de Charme", a prole dobrou, com a chegada dos meninos José Joaquim e Pedro Henrique. O assunto, então, nos bastidores das gravações do próximo folhetim das sete na Globo - que estreia na próxima segunda-feira, 16 - não poderia ser outro: a maternidade.
A atriz conversou com o EGO na tarde desta sexta-feira, 13, nos estúdios do Projac, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. Apesar de estar na correria de gravações de uma novela, a atriz sempre arruma tempo para estar ao lado dos quatro filhos. "Na minha novela anterior, tinha dois filhos. Agora estou com quatro. Ou seja, dobrei. A minha vantagem é que não gravo todos os dias, já que a minha personagem só está em um núcleo. Com isso, consigo estar presente e ao lado dos meus filhos."


Apesar do tempo reservado para seus pimpolhos, ela, assim como toda mãe, se ressente de não estar ao lado deles tanto como gostaria: "Toda mãe sente culpa. É de mãe isso. Mas não fico neurótica. Fico bem. Quando estou presente com eles, estou com só para eles. Estou sempre que posso com meus filhos."

Pedro Henrique estava com apenas dois meses de vida quando Cláudia aceitou o papel da cantora brega e vilã cômica Chayanne, sua volta às novelas depois de três anos. "Engordei pouco durante a gravidez [ela não revelou quando ganhou nem o peso atual], mas para voltar a atuar eu controlei a alimentação, passei a comer menos à noite e comecei a me exercitar na esteira. Mas não fiz musculação, não. O tempo que me sobra eu tenho que dar conta de quatro filhos!"


Cláudia Abreu grava com Michel Teló cena de 'Cheias de Charme' (Foto: Renato Rocha Miranda/Divulgação Globo)

Durante os intervalos de gravação, rolou uma intensa troca de elogios à atriz. Bruno Mazzeo - que a conhece desde as filmagens de "Tieta", em 1996, quando ia conferir o trabalho do pai, Chico Anysio - abriu a rasgação de seda. "É um grande orgulho trabalhar ao lado dela. Todo ator deveria ter a honra de contracenar com Cláudia Abreu". A atriz devolveu, em tom de brincadeira: "Está querendo quanto por esta declaração?"
E continou com Isabelle Drummond, de quem Cláudia se confessou fã: "Desde os tempos do 'Sítio do Picapau Amarelo'. Assistia junto com as minhas filhas."
Outras companheiras de cena da atriz também entraram no jogo: "Nunca havia trabalhado antes com Leandra Leal nem com Taís Araújo, mas tive uma rápida cumplicidade de cena com elas."
Já com Ricardo Tozzi, que viverá dois personagens, o cantor Fabian e o motoboy Inácio, Cláudia diz que eles trocam "figurinhas de chocolate": "Com ele tenho uma cumplicidade infantil."


Fonte: Ego

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...